Os Trabalhistas

+55 86 9 8113-1500 ostrabalhistas@gmail.com

Menu
Chapecoense firma primeiro acordo trabalhista envolvendo vítimas de acidente aéreo

Chapecoense firma primeiro acordo trabalhista envolvendo vítimas de acidente aéreo

Por em Notícias, últimas Data 15 de maio de 2018


A Chapecoense concordou em pagar uma indenização de R$ 60 mil por danos morais aos pais do lateral Dener Assunção Braz, um dos atletas mortos no acidente com o avião fretado pelo clube em novembro de 2016, na Colômbia. Este é o primeiro acordo feito na Justiça do Trabalho catarinense entre o time e familiares das vítimas da tragédia, que causou 71 mortes e deixou outros seis sobreviventes feridos.

O termo foi homologado há cerca de duas semanas pelo juiz titular da 1ª Vara do Trabalho de Chapecó, Carlos Frederico Fiorino Carneiro, e prevê o pagamento de dez parcelas mensais ao pai e à mãe do jogador, até janeiro. A ação pedia indenização por danos morais e pensão vitalícia pela morte do atleta, alegando que ele contribuía para o sustento dos pais.

Nascido em Bagé (RS), Dener chegou a atuar pelo Grêmio e faleceu aos 25 anos, deixando esposa e um filho de dois anos. Em fase ascendente na carreira, o lateral negociava uma possível transferência com São Paulo ou Flamengo e iria oficializar o casamento com sua companheira Amanda na semana seguinte à final da Copa Sul-Americana.

Acidente chocou o mundo

A tragédia com o avião da Chapecoense teve repercussão mundial. O clube catarinense vivia o maior momento da sua história e tentava ganhar seu primeiro título internacional em Medellín, na Colômbia, enfrentando o Atlético Nacional. As investigações apontaram que houve falta de combustível (pane seca) na aeronave e que a tripulação também foi negligente com o sinal de alerta emitido 40 minutos antes da queda, nos arredores do aeroporto de Medellín.

Segundo a Associação dos Familiares e Amigos das Vítimas do Voo da Chapecoense, nenhuma das famílias das vítimas foi indenizada até o momento pela companhia aérea Lamia, responsável pelo voo, ou pela seguradora Bisa, ambas com sede na Bolívia.

Processo: RTOrd-0000268-86.2017.5.12.0038

 

Fonte: http://www.trt12.jus.br/portal/areas/ascom/extranet/noticias/2018/maio.jsp


Sobre o autor

Os Trabalhistas
Os Trabalhistas

Deixe um comentário